terça-feira, 26 de julho de 2011

Acústica em Igrejas: Algumas Questões Importantes

Autor: Sólon do Valle
Endereço para o texto completo: http://www.musicaeadoracao.com.br/tecnicos/sonorizacao/acustica_igrejas.htm

Destaques:
"Mas, diante desse mercado, cada dia mais exigente, qual é o fator primário a ser considerado pelo profissional de áudio ao lidar com um projeto de sonorização de templos? Primeiramente, é importante lembrar que vários são os aspectos a serem analisados. Cada religião, ou denominação, tem uma liturgia diferente, que impõe diferentes graus de exigência a cada aspecto do sistema."

"Outra dúvida que pode rondar a cabeça do profissional de áudio refere-se à escolha dos equipamentos. Dentre a gama de opções que temos hoje em dia, não há produtos específicos para utilização em igrejas, embora alguns modelos se mostrem mais adequados pelo tamanho e características. A medida certa se faz pela escolha de um sistema line array. Devido ao seu excelente controle de dispersão vertical, é a opção mais correta, pois praticamente toda a energia acústica é dirigida para a platéia, e muito pouca para superfícies refletivas como chão e teto"

Artigos, documentos, entrevistas e livros sobre música sacra
Visite e divulgue: http://www.musicaeadoracao.com.br

quinta-feira, 14 de julho de 2011

Livro - "O Debate Sobre a Música Cristã"

Gostaria de compartilhar com vocês um excelente livro que acabei de ler.

Trata-se de "O Debate Sobre a Música Cristã", de Tim Fisher, editado em 2005 pela Editora Batista Regular, São Paulo (http://www.editorabatistaregular.com.br/produtos.asp?cod_produto=44).

A contra capa do livro apresenta os seguintes dizeres:
"Nos últimos anos, diversos livros que expõe a insensatez de usar a música do mundo na igreja tem surgido. E surgirão outros. Este livro não é, nem reivindica ser, a palavra final sobre este assunto. Mas, também, ele não foge do fato de que estamos em uma batalha. Os evangélicos que colocam a paz acima de tudo, que querem ficar em paz antes que o primeiro projétil seja disparado, acharão que partes dos argumentos de Tim Fisher são incômodas, não porque não sejam bíblicas ou não tenham lógica, mas porque não proclamam a 'paz a qualquer custo'. Pessoas rixosas, que não deixam nenhum sobrevivente, encontrarão pouco apoio para um espírito não perdoador. Mas os crentes bíblicos, que buscam informações equilibradas e racionais sobre o assunto controverso de música cristã, irão se deleitar neste livro."
Aprendi muito com este livro e solidifiquei alguns conceitos já estabelecidos. Por isso, recomendo a leitura.

Artigos, documentos, entrevistas e livros sobre música sacra
Visite e divulgue: http://www.musicaeadoracao.com.br

A Cronologia do Salmo 150 e o Uso de Danças e Tambores

Autor: Gilberto Theiss
Endereço para o texto completo: http://www.musicaeadoracao.com.br/artigos/meio/cronologia_salmo_150.htm

Resumo:
O Salmo 150 autoriza o uso de tambores e danças na adoração em nossas igrejas? Fazendo uma análise histórica do contexto litúrgico israelita e das características do Salmo 150, o autor deste artigo busca determinar a sua cronologia e as suas implicações para a liturgia atual, no que diz respeito ao uso de danças e tambores.

Destaques:
"Ao longo da história de Israel, embora ainda houvesse resquícios de idolatria e poligamia, percebemos que uma reforma progressiva foi se tornando realidade. Na medida em que o tempo avançava, muitos costumes foram sendo descartados e abandonados. Além das questões morais, é possível perceber uma reforma, também, no âmbito da liturgia de adoração de Israel para com Deus. E esta transformação ou reavivamento e reforma pode ser visto especialmente, em seu clímax, no santuário de Salomão."

"É claro que, descobrir o autor facilitaria grandemente nossa ânsia em definir, senão uma data precisa, mas pelo menos um período aproximado de sua escrita. Numa discussão a este respeito, alguém, certa feita indagou: 'Se descobríssemos o autor, facilmente identificaríamos o período em que este Salmo fora escrito'."

"Lembremo-nos que, no conflito final, as revelações contidas no livro do Apocalipse, especialmente o capítulo 14, apresentam um acirrado combate baseado em tudo o que esteja permeado de verdadeira e falsa adoração. Não é de se admirar que os alicerces que sustentam a verdadeira adoração, além do próprio estilo de vida, se baseiem também na observância do Sábado e no culto entoado por cânticos."

Artigos, documentos, entrevistas e livros sobre música sacra
Visite e divulgue: http://www.musicaeadoracao.com.br

quinta-feira, 7 de julho de 2011

A Expansão Evangélica e a Retração Intelectual do Cristianismo

Autor: Joêzer Mendonça
Endereço para o texto completo:http://www.musicaeadoracao.com.br/crescimento/expansao.htm

Resumo:
Que o segmento evangélico está crescendo, disso ninguém duvida. Já há algumas décadas este crescimento avantajado vem se consolidando e hoje dados do IBGE mostram que 18% da população brasileira declara-se evangélica.

Mas qual tem sido o impacto deste crescimento na sociedade? Analisando do ponto de vista cultural e intelectual, constata-se que este crescimento é espantosamente negativo, baseando-se em duas questões principais: o anti-intelectualismo e o desejo de reconhecimento social.

Porém, podemos constatar que este posicionamento é completamente contrário à sã doutrina, visto que a intelectualidade é condição indispensável para o crescimento na fé, segundo já defendia Anselmo, teólogo do século XII. Portanto, fica o alerta firme e bem elaborado deste excelente artigo.

Destaques:
"Na boa intenção de formar evangelistas, as faculdades de teologia acabam desestimulando a erudição. Já li artigos conclamando os mestres e doutores a abandonar o pensamento teórico e partir para a prática. Entendo essa preocupação urgente de levar a mensagem ao mundo, mas não compreendo porque alguns líderes vêem a discussão teórica como um fator que impede a prática. Ora, a pesquisa e a formulação de ideias e conceitos é justamente a sala de ginástica que prepara os líderes no exercício da argumentação e na defesa da fé."

"O cristianismo precisa ser apresentado à sociedade como uma escolha espiritual e intelectual respeitável. No entanto, as formas de divulgação evangélica muitas vezes têm trazido mais opróbrio que respeitabilidade."

"Como é que o cristianismo evangélico quer ser uma alternativa política se seus bispos e pastores são flagrados em corrupção financeira? Como ser uma alternativa cultural se shows, baladas e raves gospel são divulgadas como a opção para baladas seculares? Como "cristianizar" a publicidade se a cantora gospel virou garota-propaganda de marcas de roupas e acessórios? Como ser alternativa espiritual se estão a medir a unção divina com base em troféus de "melhor isso" e "melhor aquilo"?"


Artigos, documentos, entrevistas e livros sobre música sacra
Visite e divulgue: http://www.musicaeadoracao.com.br

Estudos Bíblicos: Adoração - Lição 02 - Adoração em Êxodo: Compreendendo Quem é Deus

Endereço para acesso às lições e comentários:

http://www.musicaeadoracao.com.br/artigos/estudos_adoracao/02/index.htm

Artigos, documentos, entrevistas e livros sobre música sacra
Visite e divulgue: http://www.musicaeadoracao.com.br

domingo, 3 de julho de 2011

Decidi ser fiel - Campal APS 2011

Decidi ser fiel


Virou história, uma bela história - Campal APS 2011

Posted: 01 Jul 2011 11:01 AM PDT



Pronto, passou, ficou marcada na história, durante os dias 22 a 26 de junho, os jovens adventistas da Associação Paulista Sul se reuniram no CATRE(Centro adventista de Treinamento, Recreação e Eventos), ou a antiga fazenda Itaipava; Com o tema "redes sociais", titulo "sigo @ Jesus" e slogan "Entre nessa rede", o acampamento abordou a vida do jovem adventista nos dias atuais, incluindo as tecnologias das redes sociais.

A Organização do evento inovou ao conciliar as atividades físicas e espirituais em um "iPad" de madeira, no qual, a medida que fossem completadas as tarefas, um ícone era colado no mesmo. Além disso havia também um livreto, com objetivos dos Clubes de Jovens, que era semelhante a um "iPhone".

O palco no primeiro dia parecia ter deixado a desejar em comparação ao ano passado, mas durante a noite, e com o acabamento final, nos surpreendeu novamente, luzes e cores nos ligavam diretamente ao mundo das redes sociais. As palestras e pregações, mais uma vez prenderam as atenções dos Jovens; o Pr. Aquino Bastos com histórias engraçadas, mensagens avivantes e orações cantadas, cumpriu com louvor a missão de ser orador da Campal Jovem, as palestras com temas esclarecedores, dando explicações bíblicas sobre assuntos polêmicos, com certeza foram esclarecedoras para a sociedade jovem adventista.

Os Clubes e Caravanas também estão de parabéns, animados e uniformizados, trouxeram seus portais e cercados, mostrando o que é um acampamento Jovem Adventista. Os Clubes de Jovens tendem a crescer, e devemos cultivar e ou criar a tradição em nossas Igrejas, de frequentarmos a Campal Jovem e de termos Clubes organizados em nossas Igrejas.

Devo também dar os parabéns ao Pr. Helbert, que mostrou dedicação ao Evento, atenção aos Jovens e foi esclarecedor a respeito de tudo o que aconteceu durante o evento.

A Melhorar

Acredito que as críticas são fundamentais no processo de crescimento, e as faço com intuito de edificarmos esse maravilhoso trabalho que é a Campal Jovem. A Música de modo geral, esta atrelada a adoração Adventista, e não consigo imaginar uma Campal Jovem sem música. Porem devemos ter em mente, a adoração a Deus, focando nosso pensamento no Pai. Alguns fatos entraram em conflito com essa concepção durante o evento, por exemplo, Cantores e Instrumentistas, que realizavam solos, exaltando a própria imagem/instrumento, a ponto de causar euforia nos "espectadores", que na verdade deveriam estar cumprindo o papel de adoradores. Houveram momentos que precediam a pregação, em que foram tocadas músicas de ritmo dançante, as quais, instantaneamente "criaram" uma interrogação em minha mente. Devemos, não só na Campal Jovem, mas também em nossas Igrejas, nos atentarmos ao foco da nossa adoração, estamos, adorando ou sendo meros espectadores?

Uma sugestão a direção do evento, é a abertura dos gastos e verbas que o Evento gerou, nos bastidores surgem diversas especulações. Proponho a exposição dessa informação não por desconfiança em nossa Liderança/Coordenação do Evento, mas, para evitar falsas especulações e termos em mãos a verdade.

Parabéns aos Jovens e a Liderança Jovem! Até a Campal Jovem APS 2012!

Erick Lima